Prefeitura dá um golpe na frágil e já doente saúde do Rio de Janeiro. Nesta terça-feira, a prefeitura anunciou o desligamento de 1.400 profissionais que atuam na saúde básica.

De uma vez só, Marcelo Crivella eliminou aniquilou quase 240 equipes que trabalham na rede de saúde elementar. O motivo é a crise financeira na cidade. Com os cortes, a economia será de R$ 166 milhões.

(Fonte: Jovem Pam)